Colombiano desenvolve prótese de Lego para crianças

Carlos Arturo Torres desenvolveu o projeto IKO com apoio da LEGO Future Lab e CIRED

Ter um membro amputado é difícil. Não somente pelas dificuldades físicas que a falta de um membro traz, mas também pela parte psicológica que acaba afetando.

 

Essa situação já é difícil para adultos, que tem que mostrar superação e enfrentar muitas barreiras e preconceitos. Imagina para uma criança.

 

Foi pensando nelas que o colombiano Carlos Arturo Torres resolveu desenvolver uma prótese de lego. A prótese combina as partes de funcionalidades necessárias em uma prótese, com a parte que pode ser modificada pela própria criança.

 

A principal intenção do projeto do colombiano, denominado IKO, é permitir que as crianças façam o que elas devem fazer, se divertir. O colombiano afirma que, apesar delas terem que amadurecer mais rapidamente, elas não deixam de ser crianças, de gostar de brincar e de interagir com outras crianças.

 

Carlos diz perceber que o maior problema para uma criança com membros amputados não é a limitação física e sim as pressão psicológica e social.

Video: https://www.youtube.com/watch?v=oYiMJCj6RWY

Ele acredita que as próteses têm que ser mais do que funcionais; tem que ter também um papel social de inclusão.

 

A prótese é uma ferramenta para as crianças interagirem. Ao invés de ficarem se olhando como se fossem diferentes, elas terão alguma coisa para dividir, para se divertir com.

O projeto conta com o apoio do LEGO Future Lab e a CIREC – empresa colombiana especializada em fabricação de próteses e ainda não tem data para chegar ao mercado, mas já está sendo testada.

siga-nos

Copyright 2015 bookstrat learning resources - Todos os direitos reservados