Elementos Direcionadores: introdução

Quando temos uma ideia em mente, é possível que também tenhamos uma noção sobre como pretendemos prosseguir com o negócio. No entanto, existem incontáveis maneiras de transformar uma ideia em um negócio. Por onde começar? Devo começar analisando o mercado? Que tipo de informações preciso coletar e analisar?

 

Muitos dos empreendedores acreditam que o ponto de partida para o desenvolvimento de um modelo de negócios seja a análise estratégica (análise do mercado). No entanto, esta crença pode conduzir o empreendedor a uma situação na qual ele se sentirá perdido: seja por ter coletado informações em excesso, ou por não saber exatamente o que fazer com as informações coletadas.

 

Após coletar algumas informações no mercado, é possível que o empreendedor perceba desconexões reveladas pelas perguntas a seguir: "Como podemos conhecer os nossos clientes, se não definimos os segmentos que podemos atuar?"; "Como saber se os clientes irão perceber valor em nosso negócio, se antes não identificamos os diferenciais que podemos explorar?"

 

Em resumo, o sentimento de estar perdido no desenvolvimento de um plano de negócios decorre basicamente de dois problemas:

Queremos conhecer muito bem o mercado ao mesmo tempo em que conhecemos muito pouco sobre a nossa proposta de negócio.

Queremos conhecer o mercado, mas não definimos que tipo de informação precisamos, onde e como elas podem ser encontradas.

  • Queremos conhecer muito bem o mercado ao mesmo tempo em que conhecemos muito pouco sobre a nossa proposta de negócio;
  • Queremos conhecer o mercado, mas não definimos que tipo de informação precisamos, onde e como elas podem ser encontradas.

 

Neste momento você deve estar se perguntando: "...então, por onde devo começar?"

Definição dos elementos direcionadores

Nós recomendamos que você defina, ainda que de forma preliminar, os valores, o propósito essencial (missão), a visão de futuro, e alguns objetivos para o negócio. Nós batizamos esses elementos de elementos direcionadores, uma vez que eles ajudam alinhar a equipe e as escolhas que precisam ser feitas durante a criação do modelo preliminar do negócio.

 

Se a inovação, por exemplo, fosse definida como um dos valores essenciais, é possível que durante a criação do modelo de negócio, o empreendedor e a equipe façam escolhas mais ousadas.

 

A criação do modelo de negócio é o resultado de sucessivas interações, tanto entre as as escolhas que fazem parte do modelo de negócio, quanto entre os elementos direcionadores. Com isto, precisamos compreender que os elementos direcionadores definidos em um primeiro momento, podem sofrer ajustes conforme estas escolhas sejam feitas. A figura abaixo mostra as interações entre as escolhas do modelo de negócio e os elementos direcionadores.

Elementos direcionadores

siga-nos

Copyright 2015 bookstrat learning resources

Todos os direitos reservados

Copyright 2015 bookstrat learning resources

Todos os direitos reservados